Prefeitura de Betim promove ações de combate a maus-tratos de animais

sepapmb005Foto: Divulgação

Buscando combater os crimes contra animais, a Prefeitura de Betim, por meio da Superintendência de Defesa Animal (Sepa) e da Guarda Municipal, percorreu as dez regiões da cidade para averiguar denúncias de maus-tratos. A operação, batizada de Arca de Noé, investigou, nesta quarta (28) e quinta-feira (29), mais de 70 relatos de crueldade contra bichinhos da cidade. A ação contou com um efetivo de dez guardas e sete agentes de fiscalização da Sepa.

As equipes percorreram os pontos descritos pelos denunciantes e, em algumas residências, encontraram animais sendo criados em condições inapropriadas. Nesses casos, os tutores foram advertidos a fazer as adequações necessárias e a encaminhar os pets para atendimento veterinário na Sepa.

"Os crimes mais comuns de maus tratos são os de abandono do animal, a negligência com o atendimento veterinário, a sujeira do ambiente em que o animal vive, alimentação precária ou inapropriada e a falta de cuidados em geral. A não observância de alguns critérios estabelecidos na Lei nº 6.540/2019 podem ser caracterizados como crime, gerando penalidades para os autores", afirma Roberta Cabral, superintendente de Defesa Animal.

"O poder público tem trabalhado em prol do bem-estar dos animais da nossa cidade. E para aqueles que insistem em maltratá-los, saibam que existe um órgão que fiscaliza, cuida e medica esses animais", acrescentou o sub comandante da Guarda Municipal de Betim, Weslei Almeida.

Para fazer denúncias de maus-tratos e casos de abandono, o cidadão pode entrar em contato com a Sepa pelo (31) 99830-2954. Betim conta ainda com o Disque-Denúncia (181), canal sigiloso usado para relatar qualquer prática de maus-tratos contra os animais.

Adicionar comentário

Este espaço é fornecido para que os internautas possam expressar suas opiniões sobre o artigo postado. Para outros comentários clique aqui.


transparente