Passaporte da Vacina já tem adesão de comerciantes de Betim

36-09-2021Foto: Reprodução/Rede Social

O programa Ambiente Seguro, que institui de forma facultativa o Passaporte da Vacina a estabelecimentos como bares, restaurantes, shoppings e cinemas, em Betim, já teve, nos últimos dias, adesão por parte de empresários da cidade. O programa permite que esses locais recebam o número máximo de clientes que seus espaços comportam - ou seja, que ganhem mais flexibilidade nos protocolos sanitários - desde que todos eles comprovem que estão imunizados com pelo menos uma dose da vacina contra a covid-19. Na sexta-feira (17), antes mesmo da data estipulada para início do cadastro dos proprietários que desejam aderir ao passaporte em seus estabelecimentos – que seria nesta segunda (20) -, dez comerciantes fizeram contato com a Procuradoria-Geral do Município (Progem) buscando antecipar a novidade já para o fim de semana. Diante da demanda, a Progem adiantou a análise dos cadastros recebidos para, em seguida, firmar o Termo de Ajustamento Municipal (TAM) com os comerciantes interessados.

O Passaporte da Vacina tem como foco os locais de grande movimentação e, principalmente, de longa permanência de pessoas. É uma medida opcional, que tem como objetivo oferecer mais segurança para frequentadores e funcionários dos estabelecimentos. O local que aderir deverá solicitar aos clientes, antes do acesso dos mesmos ao ambiente, um comprovante de vacinação contra a covid-19, que pode ser o cartão de vacina impresso, com o registro da primeira ou das duas doses do imunizante, ou aplicativo/site do Conecte-SUS, que também computa as vacinas recebidas por cada cidadão. Com isso, o espaço permite somente a entrada de pessoas que já foram vacinadas. Em troca, tem permissão do município para receber um número maior de clientes – no caso, o número máximo de pessoas que comporta, de acordo com laudo prévio do Corpo de Bombeiros (aquele necessário para emissão de alvará, em processo anterior à abertura do estabelecimento).

Os proprietários que desejam aderir ao Ambiente Seguro devem se cadastrar por um dos seguintes emails: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. . Após o cadastro, o comerciante firmará um TAM que regulamentará o número máximo de frequentadores que poderá receber em seu espaço, dentre outros dispositivos. Vale ressaltar que medidas de biossegurança como uso obrigatório de máscara e fornecimento de álcool para higiene adequada das mãos continuam vigentes mesmo para os locais que adotarem o passaporte.

“Uma enquete apontou que 85% dos moradores consultados preferem ir a locais em que os demais presentes estiverem vacinados. Apesar disso, o proprietário de estabelecimento que entender o contrário estará livre para não aderir ao passaporte. Quem aderir ganhará um selo de nossa Vigilância Sanitária com a inscrição Ambiente Seguro e a flexibilização de normas de biossegurança”, ressaltou o prefeito Vittorio Medioli em transmissão ao vivo recente nas redes sociais.

A medida facultativa do Passaporte da Vacina foi regulamentada pelo decreto nº 42.945, publicado no Órgão Oficial do Município do último dia 10.

Adicionar comentário

Este espaço é fornecido para que os internautas possam expressar suas opiniões sobre o artigo postado. Para outros comentários clique aqui.


transparente