Homem mata mulher a facadas em Betim e alega traição dela e legítima defesa

47-07-2021Foto: Imagem de populares

Um homem de 43 anos foi preso em flagrante no última sábado (17), em Betim, depois de brigar e assassinar a companheira de 35 anos com quem vivia há dez anos com várias facadas pelo corpo, sendo que um dos golpes atingiu o olho esquerdo da vítima. À polícia, ele confessou o homicídio, mas alegou que teria sido traído por ela e que no dia do crime agiu em legítima defesa.

Segundo militares do 66º Batalhão da Polícia Militar de Betim, eles receberam, por volta das 14h30, um telefonema sobre uma denúncia de agressão física envolvendo um casal. Chegando à residência em que eles estavam, na rua Tiradentes, no bairro Parque das Indústrias, os policiais encontraram pessoas bastante exaltadas tentando entrar à força no imóvel.

Ao conseguir abrir o portão da casa, os policiais, que já estavam acompanhados por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), se depararam com Luana Cristiane Tolentino da Cruz caída no chão, desacordada, e com vários cortes e perfurações pelo corpo, inclusive com uma lesão no olho esquerdo.

A vítima foi encaminhada em estado grave para o Hospital Regional de Betim, passou por uma cirurgia, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu na unidade de saúde.

Flagrante

Enquanto Luana era socorrida, os militares tentaram entrar na casa, que estava trancada, e constararam que havia um homem no imóvel, aparentando estar bastante nervoso. Depois de conseguir fazer com que ele abrisse a portão, descobriram que ele seria o autor do crime.

Em sua defesa, o homem relatou que vivia em união estável com Luana há dez anos e alegou que, no último dia 9 de julho, pegou a vítima na residência com outro homem, com que a companheira dele supostamente estaria tendo um caso.

No sábado (17), ele disse que, logo após chegar do trabalho, começou a discutir com Luana por causa dessa suposta traição. O homem afirmou que, então, a companheira teria pego duas facas e o agredido com alguns golpes. Na tentativa de se defender, ele alegou que tomou uma das facas dela e a esfaqueou.

Testemunhas informaram aos policiais que, depois de escutar uma gritaria na residência, viram Luana sair se arrastando pelo chão, pedindo socorro. No entanto, elas afirmam também que viram o marido dela sair da casa e arrastar Luana para dentro do imóvel. Por causa disso, as testemunhas contaram que arrombaram o portão e que arremessaram objetos contra o suspeito.

Já os militares que participaram da ocorrência declararam que tentaram preservar a cena do crime, que estava bastante alterada na chegada dos PMs, e que encontraram a faca de 15 centímetros que teria sido usada no homícidio.

O suspeito foi preso em flagrante e levado para a Delegacia de Plantão de Betim. O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios da cidade.

Adicionar comentário

Este espaço é fornecido para que os internautas possam expressar suas opiniões sobre o artigo postado. Para outros comentários clique aqui.


transparente