Homem é preso no Niterói por agressão e tentativa de estupro

29-03-2024

Um homem de 38 anos foi preso no bairro Niterói suspeito de agressão e tentativa de estupro contra a ex–namorada, de 23. De acordo com a Polícia Militar (PM), o autor é dono de um estabelecimento conhecido na região por promover rodas de samba. A prisão ocorreu no último domingo (17).

Segundo a PM, o suspeito e a vítima namoraram por cerca de um ano, mas há cinco meses o relacionamento teria entrado em crise. Aos policiais, ele informou que, na última sexta-feira (15), a jovem foi até o seu bar e consumiu bebida alcoólica. Em seguida, ela foi para uma casa de shows na cidade. Ele conta que, por volta de 1h da manhã, ela ligou para ele pedindo que chamasse um carro de aplicativo para buscá-la. Então, ele solicitou o veículo com destino à residência dele, e, motivado por ciúmes, foi até a casa de shows vigiar a moça.

Ele afirma que, no local, a jovem estava beijando outro cara. Então, ele filmou a possível traição e seguiu o carro em que a vítima estava. Chegando em sua casa, ele a questionou sobre o homem que ela havia beijado e, segundo o suspeito, a moça começou a agredi-lo fisicamente, tendo sido filmada pelo circuito de segurança.

Já em em seu relato aos policiais, a vítima confirmou a ida até o bar do ex-namorado junto a uma amiga. Ela também afirmou que saiu de lá para ir à casa de shows, e que, ao sair do segundo compromisso, começou a receber diversas ligações e xingamentos do suspeito. Segundo a jovem, ele a informou que havia solicitado um carro de aplicativo para ela ir para a casa dos pais, no bairro Bandeirinhas, e enviou prints da tela do telefone com as informações do veículo, porém, as imagens estavam cortadas.

Durante o percurso, ela notou que o carro estava indo para outra direção. A jovem afirmou que, ao chegar ao destino, o ex-namorado começou a agredi-la, quebrou seu celular e a levou para dentro da casa, onde as agressões continuaram até eles entrarem no quarto dele. De acordo com a vítima, ele algemou seus pulsos, começou a passar a mão em seu corpo e a forçou a tocá-lo contra a sua vontade.

Ela contou que o agressor não deixou que ela fosse embora e a obrigou a dormir na casa dele, só deixando que ela saísse da residência no sábado (16), por volta das 14h. Porém, antes de sair, ele proferiu ameaças contra a moça, dizendo: “Se você me denunciar, pode até voltar para Portugal, pois vou te procurar até no inferno. Vou te matar de um jeito que sua mãe não vai te reconhecer no caixão”.

O suspeito foi detido em casa após diligências da polícia no domingo (17). Na residência, os policiais apreenderam uma arma de fogo. O homem já possui passagens por posse ilegal de arma, ameaça, lesão corporal e agressão. A vítima procurou atendimento médico por conta própria e foi encaminhada ao IML em Belo Horizonte para fazer exame de corpo delito, onde não foi comprovado o estupro.

Em nota, a Polícia Civil informou que ele foi encaminhado ao sistema prisional, onde está à disposição da Justiça. Um inquérito policial foi instaurado para investigar o caso.

Adicionar comentário

Este espaço é fornecido para que os internautas possam expressar suas opiniões sobre o artigo postado. Para outros comentários clique aqui.


transparente