Vereadora Marilene Torres

marilene-torresPara comemorar o Dia Internacional da Mulher, nossa primeira entrevistada do ano é a vereadora Marilene Torres. Marilene é casada com o ex-vereador e atual Secretário dos Esportes Beto do Depósito, com quem tem uma filha.
Formada em letras pela PUC Minas, exerceu a profissão de professora por cinco anos.
Durante a entrevista a vereadora demonstrou bom humor e personalidade ao falar sobre os desafios que enfrenta dentro da Câmara Municipal por ser esposa de um ex-vereador, além dos seus projetos voltados para as mulheres da cidade.


-
Marilene, depois de vários anos, as betinenses tem hoje duas representantes mulheres na Câmara Municipal. O que significa para o eleitorado feminino a presença da mulher dentro do poder legislativo?

Acima de tudo significa que o papel da mulher dentro da política está sendo reconhecido.
O lado feminino procura absorver com mais “emoção” as necessidades que a cidade e o cidadão estão passando. Nós mulheres procuramos nos ater a essas necessidades com o carinho de mãe, que busca cuidar e proteger. 
Além disso, tentamos fazer com que a solução do problema seja transformando em uma “ação social”, onde haja um amparo coletivo da necessidade exigida.
Sabermos usar essa responsabilidade que nos foi dada pela população sem perdermos a doçura que há dentro de cada mulher.


- Quais projetos voltados para este público, você pretende defender?
 

Já estou analisando vários projetos que existem no país e quero trazê-los para Betim.
Infelizmente existem poucos projetos em nossa cidade voltados para as mulheres, mas em breve estarei apresentando esses projetos na Câmara Municipal e espero poder contar o apoio dos demais vereadores e com a administração municipal.


- Hoje, um dos maiores problemas contra a mulher continua sendo a violência, mesmo com a Lei Maria da Penha em vigor. O que você acha que deve ser feito para conter este tipo de violência?

O primeiro passo é denuncia contra o agressor. A mulher que sofre qualquer tipo de agressão, seja ela física ou psicológica do seu companheiro, deve procurar a delegacia da mulher ou ligar para o 190 e realizar a denúncia.
Vou buscar um diálogo com a delegada que representa a Delegacia da Mulher de Betim e obter informações sobre os casos de agressão existentes na cidade. Quero disponibilizar meu apoio às vítimas desse crime covarde e apresentar alternativas junto com as entidades e órgãos públicos de uma forma que possamos combater esse tipo de violência, através de ações, campanhas, debates e palestras.


- Na sua opinião qual o seu maior desafio na Câmara de Vereadores?
 

Tirar a impressão de que sou apenas esposa de um ex-vereador e passar a construir a minha trajetória política.
Tenho me empenhado de coração e sem medir esforços para que meu trabalho seja feito de forma limpa, transparente e com responsabilidade.
Também quero demonstrar a importância do trabalho da mulher dentro da política com sutileza e educação.

 
- Como você avalia a relação poder legislativo e poder executivo?
 

Avalio de forma positiva, e acredito que os dois poderes devem caminhar juntos em um prol comum que é o bem estar da nossa querida cidade.

 

- Você pretende votar em bloco com os governistas, ou seja, votar sempre favorável, ou se tiver algo que não concorda, pretende expor seu ponto de vista?

 

Votarei favorável desde a proposta não vá contra a população. E como acredito que o atual governo compartilha dos mesmos ideais que eu, ou seja, uma qualidade de vida melhor, e uma saúde e educação descentes para todos acho que não teremos incompatibilidades.


- A população brasileira tem um descrédito "grande" com os políticos. Você acredita que isto possa mudar? Como?

Sim, mas cabe ao eleitor fazer essa mudança, pois ele tem o poder do voto. É o eleitor que o escolhe quem ele quer que o represente dentro do cenário político.
E é muito importante que o cidadão acompanhe as ações dos políticos que foram eleitos e exponham as necessidades que a cidade e população precisam que sejam atendidas, além de fiscalizar o trabalho que os políticos estão realizando.


- Como você avalia o governo Maria do Carmo?
 

Tenho muito respeito e admiração por ela, mas todo governante precisa estar bem assessorado e infelizmente isso não ocorreu. Betim possui pessoas com grande potencial profissional, principalmente dentro do funcionalismo público e a busca por mão de obra de fora da cidade foi um erro grave que ela cometeu. Quem vive os problemas de Betim somos nós betinenses e não as pessoas de fora da cidade.

 
- O que você espera do governo Carlaile?
 

Espero que ele cumpra as promessas que foram feitas e recupere a nossa cidade, porque as pessoas depositaram nele todas as suas esperanças de uma cidade mais digna, mais justa, mais segura e com uma saúde e educação que verdadeiramente funcionem em respeito a todo cidadão betinense.


BATE-BOLA

- Família significa: Tudo;

- Crença e religião: Acredito em Deus e respeito a todas as religiões;

- Defina beleza: Às vezes o feio se torna belo pela  beleza que vem do seu interior;

- Sonho não realizado: Uma viagem com a família para o exterior;

- Um recado para os betinenses: Queridos amigos de Betim, obrigada pelos votos e pela confiança que depositaram na minha pessoa. Trabalharei pelo melhor da nossa cidade e pelo bem da população. Contem com meu apoio para o que precisarem. Um grande abraço, Marilene.

 

Adicionar comentário

Este espaço é fornecido para que os internautas possam expressar suas opiniões sobre o artigo postado. Para outros comentários clique aqui.


transparente