Em um ano, Betim registra queda de 32,6% nos crimes violentos

59-07-2021Foto: Reprodução / Internet

Depois de acumular ganhos expressivos em áreas como infraestrutura, saúde e até economia - mesmo diante da pandemia de covid-19 -, Betim celebra mais um avanço. A cidade, que já figurou dentre as mais violentas do país, agora dispõe de cobiçados índices na segurança pública. Prova disso é que um levantamento divulgado pelo Governo de Minas, no fim da última semana, apontou que o município registrou queda de 32,6% nas ocorrências de crimes violentos em relação ao mesmo período de 2020. De 2016 para cá, a redução chega a 80,2%. Os dados revelaram ainda que 2021 já é, comparado aos últimos dez, o ano de menor incidência de criminalidade violenta.

As estatísticas abrangem os registros de homicídio consumado e tentado, extorsão mediante sequestro consumado, sequestro e cárcere privado consumado e tentado, estupro consumado e tentado, estupro de vulnerável consumado e tentado, roubo consumado e tentado, e extorsão consumada e tentada. Além desses, a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) também monitora e divulga mensalmente as ocorrências de furto e lesão corporal dos 853 municípios mineiros.

"Verificamos, em Betim, que a linha dos índices de criminalidade violenta ficou em ascendência de 2012 até 2016. Em 2017, constatamos o início de uma grande redução, que se manteve em 2018, 2019 e 2020. Agora, em 2021, a redução está ainda maior. Podemos observar, ao longo do estudo, que a imensa redução no crime de roubo foi fator primordial para que os números de crimes violentos tenham despencado. É importante ressaltar que os trabalhos integrados das forças de segurança pública, em todas as esferas atuantes no município, são determinantes nos excelentes índices representados", explica o secretário municipal de Segurança Pública, Júlio César de Paula.

"No caso dos homicídios consumados, verificamos que 2021 é o terceiro ano de menor incidência desde 2012, perdendo apenas para 2019 e 2020. Mas, ao compararmos com o mesmo período de 2016, percebemos uma queda de 47,7%. Já os homicídios tentados tiveram, nesse primeiro semestre de 2021, a maior redução desde 2012. Do ano passado para cá, houve uma diminuição de 22,2% - no Estado foi de 6,2%. De 2018 para cá, a queda foi de 65,9%. E, de 2016 para cá, foi de 74,3%", informa o secretário.

O levantamento realizado pelo Estado traz redução expressiva nos registros de roubos em Betim. "Observamos que 2021 é, até então, disparado o período de menor incidência de roubos dos últimos dez anos. Comprovamos uma redução de 37% com relação ao mesmo período do ano passado. Se compararmos com os números de 2017, perceberemos uma diminuição de 81,1%. E, ao analisarmos os dados de 2016, verificamos uma queda de incríveis 82,4%. É um índice que chama muito a atenção", ressalta Júlio César de Paula.

Outra redução imponente apresentada por Betim diz respeito aos registros de roubos de veículos. O município conquistou, no primeiro semestre de 2021, a menor incidência dos últimos sete anos. Só do ano passado para cá, a queda foi de 42,6%. No Estado, a diminuição para esse mesmo período foi de 27,1%. "Ao compararmos com 2017, a redução foi de 79,4% e, com 2016, de 77,8%", pontua o gestor.

Outro crime violento que apresentou queda na cidade foi o de estupros consumados. "Constatamos, neste ano, uma redução de 38,9% se compararmos com o mesmo período de 2020; de 50% ao compararmos com 2018; de 52,2% em relação ao mesmo período de 2017 e uma queda de 56% referente ao mesmo período de 2016. No caso dos estupros de vulneráveis, nossos índices também registraram melhorias expressivas, com uma redução de 22% em relação ao ano passado e 48,8% em comparação com 2017. Todos esses números que compõem a estatística de criminalidade violenta comprovam como as ações conjuntas, elaboradas de forma estratégica, em diversas frentes, podem fazer a diferença e gerar bons frutos", explica Júlio César de Paula.

Adicionar comentário

Este espaço é fornecido para que os internautas possam expressar suas opiniões sobre o artigo postado. Para outros comentários clique aqui.


transparente