rodoviaria02

Confira quem são os conselheiros tutelares eleitos em Betim

Os vencedores assumirão os cargos de 2 a 10 de janeiro 2020.

betim01

Clima de tranquilidade marcou a eleição dos 20 novos conselheiros tutelares da Criança e do Adolescente em Betim, no último domingo. Votaram durante o processo eleitoral, das 8h às17h, 21.749 eleitores, com mais de 16 anos e título regular. A votação foi realizada em 29 escolas municipais por meio da urna eletrônica cedida pela Justiça Eleitoral.

Entre os escolhidos, nove foram reeleitos e 11 fizeram a renovação na composição do conselho tutelar. Os eleitos serão responsáveis por zelar pela proteção de crianças e adolescentes pelos próximos quatro anos. Os vencedores assumirão os cargos de 2 a 10 de janeiro 2020, podendo ser candidatos à reeleição por vários mandatos. Também foram definidos os 20 suplentes.

De acordo com o coordenador do CRAS Petrovale, Walter Germano Gonçalves, que presidiu a Seção Eleitoral 023, na Escola Municipal Maria Rita da Silva " Tia Ritinha, no bairro Parque das Acácias, a transparência com que foi conduzido o processo, desde a candidatura até a ida dos eleitores às urnas e o número significativo de eleitores, foi o diferencial durante todo o processo. O número de pessoas que entenderam a importância de escolher o conselheiro tutelar foi elevado e, por se tratar de voto facultativo, acho que foi até surpreendente".

Todas as informações sobre a votação podem ser obtidas na edição nº 18, do Órgão Oficial da Prefeitura de Betim, publicada em 08/10/2019, no Cartório Eleitoral de Betim e no Conselho Municipal da Criança e do Adolescente de Betim - CMDCA.

Os vencedores
Vânia Coelho, Leidiane Guilhermino, Mayara Maya, Thiago Castro, Marina Patrício, Márcia Cândida, Iza, Cleusa do Bombom, Washington Rodrigues, Regina Vieira, Jaqueline Guimarães, Renato Siqueira, Regiane Souza, Valterlicio Reis, Zé Maria, Samara Reis, Kênia Sartori, Matheus Diniz Pimentel, Laurilene Silva e Letícia Daniele

O Conselho Tutelar
É um órgão permanente e autônomo, com competência territorial de um município, que deve ter atendimento disponível 24 horas por dia e responsabilidade de zelar pela proteção dos direitos humanos, em especial de crianças e adolescentes.

Quando, por exemplo, uma criança é agredida, maltratada ou vítima de algum abuso ou crime, o conselho tutelar é acionado para participar da investigação e, em alguns casos, acolher menores que ficam desamparados, sem parentes que possam abrigá-los, ou quando os pais são retirados do poder familiar.
São atribuições dos conselheiros: requisitar serviços públicos nas áreas de saúde, educação, serviço social, previdência, trabalho e segurança para crianças e adolescentes; encaminhar ao Ministério Público notícia de fato que constitua infração administrativa ou penal contra os direitos da criança ou adolescente; requisitar certidões de nascimento e de óbito de criança ou adolescente, quando necessário; representar, em nome da pessoa e da família, contra a violação dos direitos; representar ao MP, para efeito das ações de perda ou suspensão do poder familiar, após esgotadas as possibilidades de manutenção da criança ou do adolescente junto à família natural.

Os conselheiros
Os 20 novos conselheiros serão remunerados pelo orçamento municipal e possuem direito às férias, licenças, 13º salário e cobertura previdenciária.

Adicionar comentário

Este espaço é fornecido para que os internautas possam expressar suas opiniões sobre o artigo postado. Para outros comentários clique aqui.



Publicidade