Betim será contemplada com remessa de vacinas contra a dengue

31-03-2024Foto: Douglas Magno / AFP

O município de Betim está entre as 154 cidades brasileiras que serão contempladas com as novas doses de vacina contra a dengue. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (27), pelo Ministério da Saúde (MS), durante coletiva sobre a definição da estratégia do órgão federal de ampliação do imunizante contra a doença no país.

Os critérios estabelecidos para a escolha das novas cidades contempladas, segundo o MS, são as regiões de saúde com municípios de grande porte com alta transmissão da doença nos últimos dez anos e a população residente igual ou maior a 100 mil habitantes, levando também em conta altas taxas de transmissão nos últimos meses. Em Betim, já são 24.167 casos notificados e oito óbitos registrados por dengue neste ano.

Embora Betim esteja entre os municípios que serão contemplados nesta remessa, a data e a quantidade de doses da vacina que serão enviadas não foram informadas pelo Ministério da Saúde durante o anúncio. Por meio de nota, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) informou que aguarda orientações formais do órgão federal à respeito da ampliação do plano de vacinação contra a dengue no Estado.

Já a Secretaria Municipal de Saúde declarou que, embora o município ainda não tenha recebido do Ministério da Saúde nota técnica que comunica oficialmente a vacinação contra a dengue em Betim, uma reunião entre o ente federal e os Estados está prevista para a próxima segunda-feira (1º), na qual devem ser definidos os quantitativos de doses que serão encaminhadas à cidade, bem como o esquema de distribuição dessas doses e as respectivas datas para início da vacinação.

O imunizante é destinado a pessoas de 10 a 14 anos, público que concentra a maior proporção de hospitalização pela doença. O esquema vacinal é composto por duas doses com intervalo de três meses entre elas. A previsão é que na próxima semana as doses redistribuídas comecem a ser utilizadas, a depender do processo de remanejamento próprio de cada localidade.

Segundo o Ministério da Saúde, há 668 mil doses próximas do vencimento, previsto para 30 de abril: 523 mil em junho; e 84 mil em julho. “Não podemos deixar essas doses vencerem. Diante disso, o Ministério trouxe uma solução: redistribuir, dentro das unidades federadas, ou seja, dentro dos estados, para municípios que ainda não foram contemplados”, disse o diretor do departamento do Programa Nacional de Imunização (DPNI), Eder Gatti.

O gestor declarou ainda que o Ministério da Saúde recebeu nova remessa de doses contra a doença e que, ao todo, 930 mil serão distribuídas para os 521 municípios inicialmente selecionados e para os 154 agora contemplados com a ampliação. “Enviaremos uma parte dessas doses para repor as que foram remanejadas em municípios inicialmente contemplados. Assim, garantiremos a continuidade da vacinação em locais com dose por vencer agora e que vão redistribuir. Nós também vamos garantir doses para aqueles municípios que estão vacinando bem, para que eles continuem a estratégia de vacinação”, disse Eder Gatti.

O remanejamento das doses próximas do vencimento para municípios dentro dos próprios Estados será detalhado em nota técnica a ser divulgada ainda nesta quarta (27).

Veja os novos municípios que fazem parte de 11 regiões de saúde:
Central – ES
Betim – MG
Uberaba – MG
Uberlândia/Araguari – MG
Recife – PE
Apucarana – PR
Grande Florianópolis – SC
Aquífero Guarani – SP
Região Metropolitana de Campinas – SP
São José do Rio Preto – SP
São Paulo – SP

Adicionar comentário

Este espaço é fornecido para que os internautas possam expressar suas opiniões sobre o artigo postado. Para outros comentários clique aqui.


transparente