Betim passa a atender vítimas de animais peçonhentos

09-07-2019Foto: Reprodução/Internet

A partir do próximo dia 15 de julho, a Rede SUS Betim estará pronta para atender as vítimas de acidentes com os animais peçonhentos: aranhas, cobras, escorpiões e lagartas. Ao longo dos últimos meses, as unidades que compõem a Rede de Urgência e Emergência do município foram preparadas para tal demanda. Com isso, os fluxos de atendimento entre as unidades, e dentro de cada uma delas, foram definidos e as equipes multiprofissionais, formadas por médicos, profissionais da enfermagem e de farmácia, foram capacitadas.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Guilherme Carvalho, haverá um grande ganho para os usuários de Betim, "que atualmente dependem de atendimento no Hospital João XXIII e acabam correndo risco de morte, nos casos de acidentes com animais que possuem veneno mais potente ou naqueles em que a vítima é uma criança menor de sete anos, naturalmente mais frágil à ação dos venenos".

Logo após a ocorrência do acidente com o animal peçonhento, a vítima deve ser levada para a Unidade de Pronto atendimento (UPA) mais próxima. Após o atendimento de urgência, se necessário, o paciente será encaminhado ao Hospital Público Regional de Betim (HPRB).

O que deve ser feito quando o acidente ocorrer?
· Levar a vítima imediatamente a uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) mais próxima.
· O mais rápido possível informar ao profissional de saúde as características do animal, tais como: tipo de animal, cor, tamanho, dentre outras.
· Em casos de acidentes nas extremidades do corpo, como braços, mãos, pernas e pés, retirar acessórios que possam levar à piora do quadro clínico, como anéis, fitas amarradas e calçados apertados.
· Não amarrar (torniquete) o membro acometido; não cortar e/ou aplicar qualquer tipo de substancia (pó de café, querosene, dentre outros) no local da picada.
· Não tentar "chupar o veneno": essa ação aumenta as chances de infecção local.

Como prevenir acidentes com esses animais?
É possível diminuir o risco de acidentes com animais peçonhentos por meio de algumas ações simples:
· usar calçados e luvas nas atividades rurais e de jardinagem;
· examinar calçados, roupas pessoais, de cama e banho, antes de usá-las;
· afastar camas das paredes e evitar pendurar roupas fora de armários;
· não acumular entulhos e materiais de construção;
· limpar regularmente móveis, cortinas, quadros, cantos de parede;
· vedar frestas e buracos em paredes, assoalhos, forros e rodapés;
· utilizar telas, vedantes ou sacos de areia em portas, janelas e ralos;
· manter limpos os locais próximos das casas, jardins, quintais, paióis e celeiros;
· evitar plantas tipo trepadeiras e bananeiras junto às casas e manter a grama sempre cortada;
· limpar terrenos baldios, pelo menos na faixa de um a dois metros junto ao muro ou cercas.

Atendimento das vítimas de acidentes com animais peçonhentos
Início: a partir de 15 de julho de 2019
Onde: Unidades de Pronto Atendimento (UPA'S): Alterosas, Guanabara, Norte e Teresópolis.
Horário: 24 horas

Adicionar comentário

Este espaço é fornecido para que os internautas possam expressar suas opiniões sobre o artigo postado. Para outros comentários clique aqui.