facetwitter

Campanha de Vacinação Antirrábica começa dia 15

antirrabicaFoto: Reprodução/Internet

A Campanha de Vacinação Antirrábica será realizada em todas as regiões de Betim, nos dias 15 e 22 de setembro. A meta é imunizar 44 mil cães e gatos, atingindo a cobertura vacinal mínima de 80%. A ação foi iniciada no último dia 27 de agosto, quando equipes de imunização da Vigilância em Saúde, da Secretaria Municipal de Saúde, trabalharam nas áreas rurais.

"Os cães e gatos, a partir dos três meses de vida, podem ser vacinados, desde que não estejam doentes. As cadelas e gatas gestantes ou em período de amamentação podem ser vacinadas, desde que não sejam submetidas às situações de estresse. Para que isso não ocorra comunique aos profissionais dos postos de vacinação a ocorrência, para que esses animais tenham atendimento em separado", explica o diretor da Vigilância em Saúde, Nilvan Baeta.

A raiva é uma doença causada pelo vírus rábico, com letalidade próxima de 100%. É transmitida por meio da saliva, mordedura ou arranhaduras na pele íntegra. Os mamíferos são os únicos animais susceptíveis à doença. A raiva tem sido transmitida por meio do "ciclo aéreo", no qual os morcegos, hematófagos ou não, mantêm a circulação do vírus entre animais domésticos de estimação, como cães e gatos, por isso a importância da vacinação antirrábica anual dos animais.

"Em casos suspeitos de cães e gatos domésticos, a equipe do Controle de Controle de Zoonoses e Endemias (CCZE) pode ser acionada pelo telefone 3594-5424 e fará a observação do animal na residência. Em casos suspeitos de animais de rua, a equipe do CCZE faz o recolhimento do animal para observação clínica na sede da unidade. Havendo a morte de animal com suspeita de raiva, o cérebro dele é encaminhado para a realização de exame", explica a veterinária Raquel Lorenzato, referência técnica do Programa da Raiva. Humanos que sofrerem agressão de animais de rua ou domésticos devem procurar rapidamente o atendimento na Unidade Básica de Saúde para medidas de prevenção para não desenvolver a doença, que é 100% letal. De acordo com dados da Vigilância Epidemiológica, há décadas não há registro de raiva em humana em Betim.

Clique aqui e confira os locais e horários da vacinação.

Adicionar comentário

Este espaço é fornecido para que os internautas possam expressar suas opiniões sobre o artigo postado. Para outros comentários clique aqui.



Publicidade